© 2018 Manfredo de Souzanetto.

Orgulhosamente criado por A.Mespollet

Rio de Janeiro, Brasil.

  • Instagram - White Circle
  • Facebook Clean
Obras diversas:

Na forma recortada a materialidade do quadro é acentuada, pois o suporte não é mais um retângulo ou quadrado em que a pintura acontece e sim um elemento ativo que amplia sua significação. Essas formas são encontradas ou determinadas na própria experiência de sua construção, em um processo intuitivo, no qual a confecção do suporte e sua relação com o espaço real determinam sua configuração. Isto vai de par com o corpo da pintura onde a cor estrutura a geometria e a linha determina a organicidade das formas. Apoiadas por uma relação dialética entre forma e cor, suas obras jogam com a textura do material, sua energia, sua sensualidade e seu dinamismo.

Suas obras integram não somente o dinamismo das formas e dos materiais, suas potencialidades visuais e formais como também seu erotismo. Elas são um constante vai e vem entre a sensualidade da curva e a aresta viva do ângulo agudo, o vibrato da cor e a tatilidade da matéria, em que passamos do surdo ao vivaz, do orgânico ao geométrico criando descontinuidades e variações, permitindo imaginar configurações que se valem de uma estrutura fragmentada.

1968 - 2012.

Papel:

Pinturas:

Tridimensionais:

Intervenções:

1977 - 1987.

 

 

  • Na mina de caulim - 1980 - Premio de melhor conjunto de obras no IV Salão Nacional de Artes do MINC.

  • Compiègne - 1979.

  • Fontainebleau - 1979.

  • Lozère - 1977.

  • Território Ocupado - Parque Lage - 1987.

Após 1975 a paisagem se torna suporte para ação do trabalho pictórico, onde árvores, pedras e solo são utilizados como base de um trabalho pictonarrativo, documentado através de fotografias, onde o tempo tem um papel preponderante, criando narrativas visuais.

Na mina de Caulim:
Na mina de Caulim 1.:
Na mina de Caulim 2.:
Na mina de Caulim 3.:
Na mina de Caulim 4.:
Compiégne / Fontainebleau:
Lozère:
Lozère 2.:
Território ocupado - Parque Lage:
Minas Gerais: